<img height="1" width="1" src="https://www.facebook.com/tr?id=157485848881632&amp;ev=PageView &amp;noscript=1">

Índice de reprodução de cor na iluminação: um aspecto que influencia muito


12 de Abril de 2021 - tempo estimado de leitura:
Por: Luis Guilherme Pires

Já dizia Adriana Calcanhoto no primeiro verso de uma de suas músicas: “Eu ando pelo mundo prestando atenção em cores que eu não sei o nome”. Assim abri meu texto porque essa simples frase pode mostrar como a nossa relação com as cores é subjetiva e, mesmo assim, influencia nossa atenção (ou falta dela) em diversas situações do cotidiano.

Nós não precisamos saber um índice medido em percentuais para saber, em algum canto do nosso cérebro, quando as cores de algo são boas ou ruins. Faz parte do nosso instinto simplesmente. Elas são parte do que nos garantiu saber quais alimentos poderiam ser saborosos e comestíveis, ou estar estragados e poderiam fazer mal.


Enfim, tamanha relevância no papel das cores em nossa vida fez a evolução da iluminação artificial buscar um caminho de excelência na qualidade de reprodução delas para os nossos olhos. Assim, para que um LED possa ser considerado de boa qualidade hoje em dia, ele precisa atingir um bom Índice de Reprodução de Cor (IRC), que mede quão fiéis permanecem as cores sob a iluminação de diferentes fontes de luz.

Como funciona a avaliação do Índice de Reprodução de Cor?

A referência para medir o IRC de fontes artificiais de iluminação é a luz emitida pelo sol aproximadamente ao meio-dia (cerca de 5000 k), com uma escala que varia de 0% a 100% de fidelidade. Em outras palavras, quanto maior o percentual, mais fiéis as
cores permanecem sob determinada fonte de luz.

Para comparação, originalmente eram usadas 8 cores, que depois se expandiram para totalizar 14.

Os IRCs de fontes de luz consideradas de boa qualidade apresentam percentuais entre 80% e 100%. É importante ressaltar também que o IRC ideal pode variar conforme o objetivo esperado da iluminação.

Demonstração do índice de reprodução de cor na iluminação

E onde o IRC pode influenciar diretamente no seu negócio?

As cores influenciam em todos os locais e em todos os negócios, de formas diferentes. Da iluminação do escritório otimizada para a produtividade até as sensações que a pintura das paredes de casa vai passar aos moradores, é preciso levar em consideração o IRC.


Quando estamos falando de varejo, o IRC é regulado em norma técnica (ABNT NBR ISO/CIE 8995-1), cuja recomendação é de que o índice de reprodução de cor mínimo seja de 80%. Portanto, vitrines, provadores, expositores de comida, etc. precisam ser trabalhados cuidadosamente para que o resultado seja positivo, se reflita em vendas e ainda esteja adequado à norma correspondente.



Com certeza, se você trabalha com vendas, já deve ter reparado ou estudado a importância das cores e sua interação com a luminosidade para os negócios.

Mas você conhecia esses detalhes técnicos? Eles são uma base para que você possa entender melhor o próximo projeto de iluminação que for fazer!

Luis Guilherme Pires é Diretor Comercial do Grupo Luminae Energia.Fale com o Grupo Luminae!

Ficou com dúvidas ou tem comentários? Preencha o formulário abaixo.